familia facebook pixel

Noite picada acaba comigo

Minhas últimas noites não tem sido das melhores. Nina acorda e vai pra minha cama. Me acorda. Deita. Dorme. Minutos depois me chuta. Eu acordo. Durmo de novo. Ela coloca a mão no meu rosto. Acordo de novo. Durmo. E por aí vai. E esse tipo de noite acaba com meu dia seguinte. Com minha semana. Com minha saúde.

Noite picadinha

Os motivos são vários. Medo do escuro. Pesadelo. Carência. Não importa. O que importa é a cena se repete nos últimos dias e uma noite mal dormida tem consequências. Acordo cansada. De mau humor (costumo ser ótima de manhã). Não rendo. Minha criatividade fica baixa (e eu trabalho com isso). Minhas olheiras gritam (e eu trabalho com isso, ou melhor, sem isso!).

Para tentar resolver o problema já fiz de tudo: conversei com ela. Comprei uma luzinha para colocar no quarto. Deixo minha porta e a dela abertas. Nada resolve. Chega a noite e já sei. Vou dormir pouco. E isso é horrível. Me lembra quando acordava para amamentar durante as madrugadas. E tinha que escrever se tinha dado o peito direito ou esquerdo, por exemplo. E tinha que anotar TUDO pra não fazer confusão.

O engraçado é que na minha casa as coisas acontecem em fases. Tem fase em que Nina acorda. Fases em que Maitê acorda. Fases em que as duas dormem bem. E nunca tem um motivo aparente pras coisas acontecerem. Elas simplesmente acontecem. Sem aviso. E costumam durar uns dias.

Durante esses momentos converso bastante com minhas filhas. Tento ajudar. Mas já percebi que às vezes elas tem o tempo delas. E que nada substitui um abraço num momento de medo. Um carinho depois de um pesadelo. Um chamego quando a carência, mesmo sem motivo aparente, bate.

E eu estou sempre pronta a receber minhas pequenas pra tudo isso, mesmo que custe meu humor e performance no dia seguinte. Mesmo que signifique uma semana especialmente pesada. Mesmo que seja penoso. Até porque eu amo ser o porto seguro delas.

 

Deixar um comentário

Seu email não será divulgado.

x

Família Muda Tudo!

Assine o Blog da Família Muda Tudo!

*